Pages

Perseguição - uma breve meditação

25.5.14
É temeroso pensar, verificando-se o atual desenvolvimento da sociedade, seja nacional ou mundial, aonde poderemos parar em poucos anos. Num mundo que cada vez mais vai se barbarizando, vai sendo tomado pelo pensamento revolucionário destrutivo, que tem passado como avalanche sobre a sociedade mundial, em maior escala sobre o que é conhecido como "ocidente cristianizado", através da infiltração de seus agentes em praticamente todas as esferas e instituições sociais, mais que nunca deve o cristão aprofundar seu relacionamento e sua confiança no Pai, no Filho e no Santo Espírito.
Chegará um momento para nós semelhante ao que milhões ao redor do mundo já vivem, por professarem a fé cristã: a perseguição sistemática, aberta e incentivada, o que já acontece fartamente em praticamente todos os países cuja fé é majoritária ou totalmente islâmica, ou então em nações que possuem governos inclinada ou assumidamente despóticos ou comunistas.
Perceber que estas coisas acontecerão inevitavelmente já não é tão complicado. Vide os sistemáticos ataques à família e ao que se chama cristianismo, seja qual for sua vertente, por meio da mídia em geral, do aparato (des)educacional estatal, do desenvolvimento filosófico dos últimos séculos, enfim, de quase tudo o que nos cerca trazendo informação, forjada desde sua raiz para demolir desde os alicerces o edifício civilizacional ocidental, a cultura judaico-cristã, que há séculos já vem sendo atacada desde fora e também desde dentro.
Não há religião que tenha sofrido perseguição tão constante, tão ampla, por tanto tempo, por tantos de seus membros, como o cristianismo sofreu e ainda sofre. Só não acredita quem não quer conhecer sobre o assunto. Milhões e milhões têm sido diariamente ensinados que o maior mal do mundo é justamente a fé que este mesmo mundo quase sempre perseguiu e tentou suprimir, mais que nunca nos dias atuais.
A ampliação das perseguições persistirá. Não vejo como poderíamos ter um prolongamento mais amplo da história mundial; não vejo como poderíamos viver mais alguns séculos ou milênios com tamanha supressão da fé em Cristo.
Ao cristão, não digo que resta apenas o bom combate em Cristo, pois o combate não é algo marginal, mas a própria essência da verdadeira vida cristã. Seja o combate inicial contra a própria natureza corrompida, seja mesmo o combate cultural que todo cristão deve travar em meio à sociedade onde inserido. O que fica claro é que os ataques só farão aumentar, certamente.

Um comentário:

  1. Com certeza, antes da restauração final, haverá uma piora muito grande; é isso o que o livro do Apocalipse nos ensina! O fato é que devemos trabalhar nosso coração, para não cedermos ao medo ou à amargura.

    E, citando agora uma referência da cultura pop que gosto muito, concordo totalmente com Harvey Dent em THE DARK KNIGHT, quando diz: "The night is darkest just before the dawn. And I promise you, the dawn is coming." :-)

    https://www.youtube.com/watch?v=5-ScUeKSnNs

    ResponderExcluir